quinta, 02 de fevereiro de 2017 - 13:54h
Após fiscalizações do Procon, bancos melhoram atendimento
Órgão vai continuar com as fiscalizações nas agências para garantir os direitos dos consumidores.
Por: Andressa Serique
Foto: ASCOM/Procon
Representantes do Procon-AP e dos órgãos envolvidos no tema saíram satisfeitos com o resultado da reunião

Os serviços prestados pelas agências bancárias de Macapá apresentaram uma significativa melhora após a “Operação Cronômetro”, realizada pelo Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procon-AP), desde o ano passado. Na última terça-feira, 31/01, os resultados da operação e as medidas adotadas pelos bancos foram apresentados durante uma reunião entre o Procon-AP com representantes da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Ministério Público Estadual (MPE), Ministério Público Federal (MPF) e Ordem dos Advogados do Brasil Secção Amapá (OAB-AP). No início de 2017, duas agências, do Bradesco e Caixa Econômica Federal, foram fechadas por medidas cautelares, durante 24 horas.

Durante o encontro, que aconteceu na sede das Promotorias de Justiça de Macapá, foi discutida toda a problemática identificada no decorrer da “Operação Cronômetro”, os principais pontos abordados e que não estavam sendo cumpridos pelos bancos, como a demora no atendimento, problemas com emissão de senhas, que geralmente com a falha no sistema interno fazem com que seja gerada a senha manual, falhas no atendimento prioritário, como a falta de assentos ou a identificação destes, ausência de funcionários nos caixas rápidos, deficiência de dispositivos de segurança nas áreas de caixas rápidos.

De acordo com os representantes dos bancos, algumas medidas já foram adotadas, no sentido de melhorar o atendimento, tanto que as reclamações pelo tempo de espera diminuíram, os assentos prioritários estão sendo providenciados e já tem disponível em cada agência o “assistente” nos caixas rápidos.

O gerente diretor de Auto Regulação Bancária da Febraban, Evandro Zuliani, que veio a Macapá especialmente para este encontro, parabenizou a iniciativa do Procon-AP em reunir com os bancos para propor melhorias nos serviços prestados à sociedade e sugeriu a realização de outras reuniões. “Nossa função é discutir esses assuntos que afetam os consumidores, afetam os órgãos de defesa, normatizar assuntos de instituições privadas; queremos melhorar a qualidade dos serviços bancários, e esse é o objetivo elementar. Eu parabenizo o Procon do Amapá que abre esse espaço de diálogo entre os órgãos, agências bancárias e a própria população, que continuemos com essa ação”, disse Zuliani.

O superintendente regional da Caixa Econômica, que teve uma de suas agências fechada no dia 9 de janeiro deste ano, também destacou a importância do diálogo com os órgãos de fiscalização. “Em nome da Caixa, gostaria de agradecer e parabenizar a iniciativa do Procon, que, em parceria com o MPE, promoveu esse evento. Ações como essa trazem benefícios diretos à população, que necessita dos serviços bancários e merece ser bem recebida nas agências bancárias. A Caixa sempre estará presente em fóruns como esse, que tem como objetivo principal, a excelência no atendimento”, disse Ederson Negri.

No decorrer do mês de fevereiro e início do mês de março, a equipe de fiscalização do Procon continuará com suas ações, desta vez verificando se os resultados das fiscalizações anteriores estão sendo executados corretamente, dando assim o melhor tratamento para a população macapaense. Um próximo encontro com todos os entes envolvidos no tema já ficou agendado para o dia 23 de março.

“O Procon está de portas abertas para a capacitação de todos os profissionais do segmento bancário, temos a responsabilidade de cuidar tanto de fornecedores quanto de consumidores, todos os interessados ganham com este tipo de ação, vamos continuar atuando de forma para que seja rotineira essa melhora nos atendimentos, não podemos, jamais, deixar que seja só de passagem, pois os usuários das agências bancárias precisam dos serviços diariamente”, disse o diretor-presidente do Procon-AP, Eliton Franco, que conduziu a reunião, juntamente com o promotor Luiz Marcos da Silva, da Promotoria de Defesa do Consumidor (Prodecon/MPE).

O encontro também contou com a presença do; Luiz Carlos Rocha, da Comissão de Direito do Consumidor da OAB-AP; Alexandre Parreira Guimarães, procurador da República; representantes, gerentes e superintendes das agências bancárias, além da equipe técnica do Procon-AP.

 

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PROCON-AP - Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá
Av. Padre Júlio Maria Lombaerd, 2925 D - Central, Macapá - AP, 68901-283 - (96) 3312-1022 - gab@procon.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá