terça, 08 de janeiro de 2019 - 12:10h
Empresas de telefonia lideram ranking de reclamações no Procon/AP
Em 2018, o Procon/AP realizou 6.645 atendimentos e conseguiu resolver 3.533 em atendimento preliminar.
Por: Andressa Serique
Foto: Divulgação/Procon

Três empresas de telefonia estão entre as dez com maior número de reclamações no Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procon/AP) no ano de 2018. O ranking foi divulgado nesta terça-feira, 8, com o número de atendimentos realizados no ano passado e o índice de resolutividade.

As dez primeiras colocadas na lista representam 30,27% do total de reclamações. No topo está a Vivo S/A, com 564 (8,07%) atendimentos feitos pelo Procon/AP, dos quais 485 foram solucionados com atendimento preliminar, aquele em que os atendentes ligam para a empresa e resolvem o problema por telefone, sem precisar abrir uma reclamação.

A segunda colocada no ranking é a Telemar, que recebeu 404 (5,78%) reclamações. Em seguida, aparece a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), com 345 (4,94%) registros. Na quarta colocação, mais uma empresa de telefonia, a TIM Celular S/A, com 262 (3,75%) reclamações.

Ainda figuram na lista a Crefisa Crédito, Financiamento e Investimentos, com 260 (3,72%) reclamações; Banco do Brasil, com 184 (2,63%) de registros; Você Telecom, com 182 (2,60%) reclamações; Sabemi Seguradora, com 168 (2,40%) casos; Sky Brasil Serviços, que recebeu 161 (2,30%) reclamações; e Banco ItauCard Cartões, com 145 (2,08%) reclamações.

A divulgação do ranking é o cumprimento de uma determinação do art. 44, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), para que se dê ampla divulgação à população sobre as reclamações tratadas junto ao Procon/AP.

Ao todo, o órgão realizou 6.645 atendimentos no ano de 2018, sendo 3.533 resolvidos em atendimento preliminar e 1.851 para abertura de reclamação. Outros casos trataram-se de uma simples consulta ou foram encaminhados para fiscalização. No total, foram 1.167 reclamações a menos em relação a 2017.

“Essa redução é resultado de um trabalho bastante ativo, tanto educativo como repressivo, que o Núcleo de Fiscalização realiza durante todos os anos em diversos segmentos” explicou o diretor-presidente do Procon/AP, Eliton Franco.

As ações de orientação e fiscalização têm surtido efeito. Algumas empresas que estavam no ranking das dez mais reclamadas em 2017 saíram da lista em 2018. Outras melhoraram de posição, como foi o caso da CEA, que, por dois anos consecutivos, liderou o número de reclamações e agora aparece na terceira posição. “Além dos mais de 6.600 atendimentos pelo Procon/AP ao consumidor, realizamos quase 1.200 fiscalizações em diferentes fornecedores”, concluiu Franco.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PROCON-AP - Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá
Av. Padre Júlio Maria Lombaerd, 2925 D - Central, Macapá - AP, 68901-283 - (96) 3312-1022 - gab@procon.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá